Limite, Amor, Proteção e Frustração: Qual o melhor caminho para se educar?

Ouço quase que diariamente a seguinte pergunta: como posso educar meu filho sem ser rígida como meus pais mas, sem ser omissa? Outros pais dizem: quero ser amigo do meu filho, mas não quero deixar de ser pai, isso é possível? Ou ainda: se eu conversar com ele sobre tudo ele estará protegido do mal do mundo?
Questões como essas povoam a cabeça de muitos pais e as respostas nem sempre são satisfatórias. Logicamente não terei nenhuma fórmula onde se diz qual a melhor forma de se educar uma criança mas, posso dizer que, todas elas precisam de limite, amor, proteção e frustração. 
Vivemos em uma era onde crianças de três anos vivenciam prazeres do mundo adulto precocemente, entram em contato antes de conseguirem descobrir-se como uma criança. Vejo muitas delas com toda tecnologia em mãos. Descobertas que antes eram feitas na adolescência hoje são apresentadas aos 6,7,8 anos. Aniversários de crianças que mais parecem festas de adolescentes, brinquedos que eram esperados para se terem a altura permitida são fabricados em miniatura, possibilitando a experiência da adrenalina precocemente. 
Vi outro dia um anúncio de um parque de diversões vendendo ingressos que favoreciam àqueles com dinheiro passar à frente de outras pessoas para não terem que enfrentar fila. Não muito antigamente, talvez dez anos atrás, as filas eram divertidas, faziam-se amigos e aumentava a adrenalina. O que está acontecendo com os valores? Até os parques de diversões estão ensinando a intolerância, a impaciência, a falta de respeito ao próximo, o suborno e a corrupção. 
Penso que valores significativos foram extintos e não se colocaram nada no lugar. Talvez estejamos vivendo uma fase com pouco exemplo moral e ético. Por isso, costumo dizer quando os pais me perguntam como podem educar bem seus filhos para terem no futuro bons adolescentes e adultos íntegros: deem aos seus filhos limite, amor, proteção, exemplo e frustração. 
Quando digo exemplo não quero dizer para os pais que eles precisam se mostrarem perfeitos e infalíveis, muito pelo contrário, pais infalíveis são pais que exigem demais de seus filhos, exigem além do que qualquer ser humano é capaz de fazer. Sejam para seus filhos um ser humano, com seus princípios, valores e limitações. Frustrem seus filhos, não tenham medo de serem aqueles que dão as rédeas, não se amedrontem diante de um não, façam aquilo que julgarem o melhor mas, não deixem de escutar seus filhos pois, muitas vezes eles permitem que você mude de ideia e de visão. 
Facilitem o diálogo. Esse será seu melhor aliado.

3 comentários sobre “Limite, Amor, Proteção e Frustração: Qual o melhor caminho para se educar?

  1. Ola, gostei muito da materia, e na verdade as pessoas sempre querem uma \”receita\” de como educar seus filhos, mas enfim precisam sim a mostrar aos seus filhos os verdadeiros valores…ATT;Eliane recem formada em psicologia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s