O Desejo de Férias

No artigo desse mês trago para reflexão o mito de Sísifo. Sísifo retrata bem a rotina diária do trabalho estafante e que muitas vezes fica totalmente sem sentido, vira uma reprodução que  leva a um esgotamento e um profundo desejo de férias. 
Sísifo foi condenado pelos deuses a iniciar um trabalho inútil e sem nenhuma esperança. A todo momento ele empurrava uma grande pedra até o topo da montanha. Quando chegava ao topo soltava-a. A pedra rolava até a sua base e novamente Sísifo a pegava e levava até o topo. 
Não estaríamos nós fazendo da nossa rotina um momento de grande desgaste? Como utilizamos nosso tempo livre? E a profissão, tem o mesmo sentido inicial?
No livro “Ao encontro da sombra” – o texto de Chellis Glendinning – Quando a tecnologia fere – o autor traz a tecnologia quando vira uma ameaça à saúde. O último acontecimento no Japão da usina de Fukushima mostra claramente o quanto o uso de uma tecnologia pode, unida um desastre natural, trazer um grande problema à saúde. Indo além, eu questiono, o quanto a tecnologia pode contribuir para o estresse? Quantas empresas renomadas não dão aos seus funcionários celulares e computadores de última geração com o discurso de proporcionarem melhores condições de trabalho? Quantos desses funcionários não trabalham com seus belos computadores em seus momentos de descanso?
Não estou indo contra a tecnologia, muito pelo contrário, ela é de grande valia, importantíssima para o desenvolvimento da humanidade, no entanto, o uso excessivo pode gerar em muitas pessoas uma ameaça a vida e a saúde. Isso quando não gera um problema para toda uma nação. 
O problema está quando a produtividade diminui? Não! O problema vem quando a insatisfação toma conta, quando o sentimento de exploração domina a rotina e o desejo de férias indeterminadas aparece fortemente. Muitas pessoas adoecem para poder sair de férias sem culpa, pois o descanso é visto hoje, para muitas pessoas, como perda de tempo. 
Vida com saúde é vida em equilíbrio, é trabalho, produção e descanso. As férias podem ser vistas como momento de prazer ou como um desejo de libertação, basta olhar para forma como você conduz sua vida diária.  
Vamos tirar Sísifo de nós para termos os nossos dias de trabalho satisfatório e os dias de descanso prazerosos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s