Sexualidade no casamento

O casamento passou por mudanças significativas nos últimos anos. De vínculo financeiro para vínculo afetivo, do sexo depois do matrimônio para sexo antes da consagração, da liberdade de escolha para a vivência de escolhas.
Dentre muitos temas relacionados ao casamento, dos quais já postei aqui, trago esse mês o sexo para refletirmos. Usei dois livros, um de alcance direto de muitas pessoas e outro de conteúdo teórico voltado à psicologia, para explicar tanta mudança na vida sexual de muitos casais.
O romance de Elizabeth Gilbert, “Comprometida”, traz a história da origem do casamento e como o casamento é sentido e vivido em nossa sociedade atual. Para a autora nascemos carregados de expectativas de nossos pais que nos dizem desde pequenos o quanto somos especiais, ou seja, diferentes do filho do vizinho. Casamos com a ideia de encontrar a felicidade e projetamos no parceiro nossos ideais e sonhos para que ele magicamente os descubra e realize-os, afinal somos alguém especial que ele não pode nem sonhar em perder. 
No livro de Esther Perel, “Sexo no cativeiro”, a autora traz a relação sexual como algo que saiu da clandestinidade, do proibido, para algo liberal e muitas vezes sem graça. O casamento trouxe a tão esperada e desejada intimidade e afastou o desejo, o mistério. Trouxe o amor, o carinho, o aconchego, mas afastou a paixão, a vontade louca de estar com aquele que um dia despertou um sentimento especial, diferente o suficiente para desejar senti-lo por toda vida. Ela questiona por que o sexo tem se tornado chato e sem graça em casais que afirmam se amar tanto?
Esse tema do sexo tem sido frequentemente discutido em várias rodas de conversas, palestras, workshops e penso que algo na liberação sexual, na intimidade e na necessidade do amor tenha refletido na monotonia sexual de vários casais. Alguns resolvem trabalhar isso buscando satisfazer esse desejo fora da relação, fazem e destroem aquilo que um dia foi desejo soberano, o companheirismo. Outros buscam incessantemente dialogar e tentar compreender o que mudou, o que fez aquele fogo todo virar brasa. 
O estresse tem sido um grande inimigo da sexualidade, companheiro presente na vida de muitos casais. Além do estresse, a intimidade sem individualidade mistura e afasta. Há uma necessidade do casal aprender a se diferenciar, a manter o amor, o companheirismo, a igualdade, mas trazer a individualidade. A particularidade e o mistério trazem como parceiro número um o desejo. Aprender a ter vida conjugal e individual faz do sexo algo mais próximo e prazeroso, intimidade com indiferenciação faz o sexo ser morno e escasso. 
Sexo bom no casamento não é sexo frequente, diário, é sexo com amor e desejo. 
   

Um comentário sobre “Sexualidade no casamento

  1. O estresse que é um mal da vida moderna, tem provocado terríveis efeitos psicossomáticos em suas diversas formas, inclusive na área afetivo/sexual. Pois gera tensão, preocupação, ansiedade, causadores de bloqueios e danos físico/mental, inibindo as manifestações plenas de entrega e carinho no relacionamento.Caberia perguntar-se, até que ponto compensaria levar uma vida altamente estressante. Se não valeria a pena empreender esforços no sentido de uma mudança de vida, nem que isso significasse um brutal esforço para abdicarmos daquilo que nos parecesse totalmente indispensável em nossas vidas, afim de se obter uma melhor qualidade de vida em todos os sentidos.Essa é minha opinião. Teórica, porque sou solteiro. Será que estou certo Camila ? Ou na teoria é uma coisa, e na prática e outra ?Achei super interessante o tema que você abordou nesta publicação.Parabens !!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s