O velho e o novo: uma visão psicológica

Resolvi trazer um tema muito comum na atualidade. Busquei nas mais diversas literaturas construir um olhar para a sociedade de hoje. Essa sociedade que saiu da época do autoritarismo para seu oposto. Na psicologia estamos falando da relação arquetípica velho-criança, senex-puer. A dinâmica relacional senex- puer pode ser positiva quando a criatividade, o impulso do puer entra em equilíbrio com a sensatez do senex. O problema é quando aspectos negativos de ambos dominam a estrutura psíquica e trazem desequilíbrio em nossas vidas. É importante ressaltar que, a relação arquetípica do puer e do senex não necessariamente tem a ver com a idade cronológica.
Como o senex, o velho em nós, pode interferir negativamente em nossas vidas? O senex em seu aspecto negativo torna a pessoa rígida, intransigente, autoritária, controladora. No livro “Puer e Senex: dinâmicas relacionais” de Dulcinéia da Mata Ribeiro Monteiro, a autora traz a discussão com diversos autores sobre o arquétipo senex-puer. No texto de Carlos Bernardi, o senex, em sua faceta negativa, tem grande dificuldade com o novo, podendo se tornar pouco hospitaleiro com a diferença. O senex se torna rígido e dá pouca chance ao novo.

No entanto, há aspectos positivos e importantes do senex que na relação dinâmica com o puer é imprescinsível nos dias de hoje. O autor traz a seguinte colocação: “A rigidez do senex pode servir como ponto de resistência contra mudanças que não geram nenhum sentido e são vividas mais como perdas do que como ganhos”. Vivemos em um tempo onde as mudanças sem sentido acontecem a todo momento, perdendo muitas vezes valores importantes para o equilíbrio do ser humano. Sendo assim, a resistência, nesse sentido, ajuda a manter certos valores como por exemplo, o respeito ao próximo.

O lado puer, a criança em nós, é  muito falado na atualidade. Quantas pessoas buscam incansavelmente manter a sua juventude a todo custo? Trago agora aspectos negativos do puer e como isso interfere em nossas vidas. Nesse ponto, o puer não se liga a realidade, percebe-se que o momento certo nunca chega. Em sua faceta negativa, é apressado, inconsequente, sem limite, irresponsável, e vive na eterna juventude. Como traz o autor, quem não conhece pessoas que sob os efeitos dos vícios, seja o álcool, as drogas ilícitas, as compulsões que aliado a irresponsabildiade gera grande sofrimento?

No entanto, o puer também traz seus aspectos positivos, que são aquele que permitem o novo, a criatividade, a possibilidade, o entusiasmo e a energia. Carlos Bernardi diz, quem não conhece alguém que jogou tudo para o alto numa atitude aparentemente irresponsável, mas que jusrtamente por essa irresponsabilidade sua vida tomou outra direção?

Esse lado jovial do puer dá a possiblidade da trasngressão que aliada a responsabilidade do senex permite que a pessoa progrida, se desenvolva. A relação dinâmica do senex-puer é saudável e um possibilitador de mudanças produtivas. 
No texto desse mês escolhi trazer algo que não podemos pensar como estático, mas sim,  dinâmico que nos possibilita refletir sobre nossas condutas e buscar sempre o equilíbrio dessa relação senex-puer em nossas vidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s