Solidão

O final de ano para muitas pessoas significa união, paz, amor, esperança, planos, festa, alegria, para muitas outras é um tempo de reflexão e para outras tantas período de solidão. 
A palavra solidão no dicionário aurélio significa: Estado de quem está só, retirado do mundo; isolamento. Ermo, lugar despovoado e não frequentado pelas pessoas. Isolamento moral, interiorização.
Lendo esse significado comecei a questionar: a solidão é puramente algo ruim? Triste? Isolado? Fui atrás de textos que tratavam desse assunto e dois livros me fizeram entrar em contato com a solidão no seu aspecto positivo. O livro “Solidão” de Anthony Storr e o livro “Comer, Reza, Amar” Elizabeth Gilbert.
A solidão pode ser vista como algo puramente ruim se focarmos no isolamento, na tristeza, na depressão, não no sentido do adoecimento físico, mas no adoecimento da alma. Mas a solidão em muitos aspectos é necessária para a vida da pessoa, pois ela proporciona um momento de contato com a alma, de contato com aquilo que realmente é, com aspectos bons, aspectos a serem melhorados e a possibilidade da criação que, quando se está em estado de solidão, pode ficar iminente. 
No livro “Comer, Rezar, Amar” Elizabeth usa de momentos grandiosos de solidão para buscar seu equilíbrio, entrar em contato com tudo aquilo que era parte essencial de sua vida, sofre, encontra a paz, e por fim a possibilidade do amor. Entra em contato com seus anjos e demônios e abre o canal para uma nova forma de viver. 
No livro Solidão, Anthony Storr, questiona aspectos da nossa sociedade que diz que o único caminho para a felicidade é o relacionamento. Pois não é, existem muitas formas de encontrarmos a felicidade, o problema é que damos pouca atenção a outros aspectos de nossas vidas, como a criatividade e o valor do nosso trabalho. O autor, com sabedoria, fala da solidão em seu aspecto positivo.

É importante, compreendermos que, valorizar o trabalho, não significa viver para e pelo trabalho, mas que essa função pode ser uma das fontes de felicidade. Assim, como para muitas pessoas o relacionamento amoroso é fonte de felicidade, desde que a relação  não vire o motivo único de sua existência. É importante sabermos que há uma possibilidade de relacionamento consigo, que pode sim, ser uma grande fonte de satisfação e felicidade. No entanto, essa forma de viver é vivida por muitas pessoas de maneira tranquila, mas para muitas outras é algo inconcebível. Existe uma grande chance de ser feliz sozinho, desde que haja harmonia e paz interior. 

Final de ano, como disse no início do texto, é para muitas pessoas um período triste. Mas como lidar com esse tristeza do final de um ciclo e início de outro? Temos a capacidade de olharmos por vários canais, mas o mais importante é que se optarmos pela nossa solidão, que seja uma solidão criativa e não uma solidão de isolamento e paralisação
Saibamos finalizar o ano com a possibilidade do novo e não com o medo do desconhecido. Que no momento em que a solidão bater, que o diálogo com esse estado emocional seja estabelecido, para que possa com amor, cuidar de algo tão precioso como o sentimento. 
A solidão pode ser o seu caminho para a esperança, basta olhar com carinho e compaixão pela sua vida. O isolamento afasta, não só dos outros, mas principalmente de si. No entanto, a solidão pode ser um caminho de proximidade e de transformação. Acredite em você!
Desejo a todos um final de 2010 com sabedoria, paz interior e muito amor. Agradeço aqueles que acompanham meu blog e que me inspiram a escrever cada vez mais. 
Muito obrigada!! 

2 comentários sobre “Solidão

  1. Oi Ca,Achei super-legal este tema que vc publicou.Como vc sabe, sou seu fã.Este assunto é muito complexo, e com certeza vou precisar tirar algumas dúvidas contigo sobre o que foi abordado.Abraço.

    Curtir

  2. Eu acredito que a criatividade só pode ser acessada em momentos de solidão. Quando estamos ativos, podemos no máximo concretizar conexões que já estavam abertas no diálogo que travamos com nós mesmos quando estamos sozinhos. Talvez seja isso que nos assuste, sobre a solidão. Muitas vezes, ouvir nosso próprio silêncio é insuportável. Sei que se trata de um sentimento ainda mais profundo e diferente, mas seu texto me fez lembrar do valor da depressão. Também vista com temor, a depressão tem seu aspecto positivo ao promover este contato. Acredito que, perto da nossa própria fonte, é que sintetizamos a energia para expandir e nos adaptarmos às novas situações que a vida nos impõe. Feliz ano novo para vc tb 🙂 http://www.inspirefundo.posterous.com

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s