Relacionamento, Amor e Poder

Grande parte das pessoas têm problema com relacionamentos, amam, querem estar juntos mas … são tantas as brigas. Vimos nos outros textos a importância da comunicação e o quanto ela é fundamental para se ter um bom convívio. No entanto, outros aspectos estão em jogo e venho discutir nesse texto um pouco sobre amor e poder.
Lendo o livro “Conhecendo a Si Mesmo” Daryl Sharp, encontrei um parágrafo no qual me detive por algum tempo e reproduzo para vocês: “Eu o amo do jeito que você é, não pelo que você me dá, não pelo que eu quero que você seja ou gostaria que fosse, mas pelo que você é. Quem conseguir chegar a esse ponto, na minha opinião terá o que honestamente pode ser chamado de relacionamento psicológico. Qualquer outra coisa não é amor, e sim poder”.
Esse é um grande dilema, eu o amo mas não entendo porque age de forma tão diferente. Sim, as pessoas são diferentes e não vão atingir todas as nossas espectativas. O que nos resta fazer é decidir. Ter que fazer o sacrifício da escolha, essa pessoa, desse jeito, com esses defeitos ou sem a pessoa.

E como se pode viver bem um relacionamento? O autor traz em seu livro que não são com discussões baseadas em textos psicológicos que se vive bem, mas sim na possibilidade de reconhecer seus sentimentos. “Ok, estou de mau humor, hoje não é um bom dia para conversar”. O relacionamento funciona com base nos valores sentimentais e não na disputa de quem manda em quem, de quem está certo ou errado, de uma ou de outra opinião. Em muitos relacionamentos ocorre a competição. Relacionar-se não pode ser um combate. Relacionar-se é fazer uma aliança, um casamento, onde ambos estão dispostos a aceitar o outro e a construir uma relação e não uma guerra fria.

O amor e o poder andam juntos, mas onde há lugar para o poder não há lugar para o amor. O amor é puro, é aceitar o outro com tudo que ele traz, na sua mais complexa forma de viver e amar. E como diz C.G. Jung:

“Onde o amor impera, não há vontade de poder; e onde o poder predomina, o amor está ausente. Um é a sombra do outro”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s