Comunicação: uma ferramenta para as relações

Essa semana resolvi discorrer sobre o tema da comunicação. Lendo os livros “Família e …” de Cerveny, e “A pragmática da comunicação humana” de Watzlawick, fixei minha atenção nas diversas formas e na impossibilidade da não comunicação. O tempo todo estamos nos comunicando. A autora Cerveny traz um modelo de explicação de como se dá a comunicação humana. Irei expor brevemente para melhor compreendermos os axiomas que serão explorados nas próximas semanas.
Cerveny trabalha com a idéia de que um emissor envia uma mensagem a um receptor através de um canal, havendo um feedback. Quando a mensagem faz esse trajeto ela se depara com os obstáculos, que a autora identifica como sendo os valores, os preconceitos, as vivências do emissor e receptor. Esses obstáculos interferem diretamente na relação.
É necessário levar em conta o contexto e o que está acontecendo nesse todo para melhorarmos a nossa comunicação. Observar onde estamos e como devemos nos colocar, buscando, caso opte pela fala ou não, identificar como o outro (o receptor) ouviu e captou a sua mensagem. Quando não há essa disponibilidade os obstáculos de que citei acima assumem uma posição maior, o que pode atrapalhar a relação do casal e da família.

Outros obstáculos costumam agir nas relações, como ouvir o que se quer ouvir, não saber quando calar e falar, a contradição da fala e do comportamento, um mesmo fato compreendido de formas diferentes, entre outros. Se levarmos em conta que o grande desejo atual dos casais e das famílias é melhorar o diálogo, precisamos nos atentar para esses pontos para alcançar a melhora da relação.
Casais que não se comunicam de maneira acertada tendem a ter sérios problemas na relação conjugal, pois palavras não ditas assumem uma proporção maior e mais fantasiosa que o outro desconhece. Percebo que o grande desafio de uma relação é poder construir um lugar de diálogo limpo e para isso é de extrema importância considerar o outro nos mais diversos contextos.
Esse tema da comunicação é muito amplo para encerrarmos nessa semana. Vou me propor a escolher alguns axiomas para as próximas reflexões e tentarei expor algumas situações cotidianas para melhor compreendermos as nossas relações.

2 comentários sobre “Comunicação: uma ferramenta para as relações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s